PT

Homem Morto A 20 Facadas Dentro Do Bar: Cliente É Suspeito De Cometer O Crime

Um homem foi brutalmente assassinado a 20 facadas dentro de um bar em Parauapebas, no sudeste do Pará. O crime ocorreu em plena luz do dia e foi registrado pelas câmeras de vigilância do estabelecimento. De acordo com informações da polícia, a vítima foi seguida e atacada por dois suspeitos assim que entrou no local. Testemunhas relataram que os criminosos executaram a vítima imediatamente, sem qualquer discussão ou briga anterior. A polícia já prendeu dois suspeitos que estão sob custódia e as investigações sobre o caso seguem em andamento.

I. Homem morto a facadas dentro de bar em Parauapebas

Vítima foi atacada por dois homens armados com facas

Wesley Menezes, de 35 anos, foi morto a facadas em um bar em Parauapebas, no sudeste do Pará. O crime ocorreu em plena luz do dia e foi registrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento. Segundo a polícia, dois homens armados com facas напали Wesley enquanto ele bebia. Não houve discussão prévia e os agressores executaram a vítima assim que chegaram.

Testemunhas afirmam que a vítima foi abordada na rua antes de entrar no bar

Testemunhas afirmam que Wesley foi abordado na rua antes de entrar no bar, onde foi esfaqueado no pescoço e no peito. O corpo da vítima foi levado para o Instituto de Medicina Legal para os exames necessários. Uma testemunha mencionou um ataque anterior contra Wesley por um dos agressores. A polícia prendeu dois homens que estão presos aguardando os trâmites legais.

Lista de testemunhas

* Testemunha 1: “Eu vi dois homens abordando a vítima na rua antes de entrar no bar.”* Testemunha 2: “Eu ouvi gritos e quando olhei para fora vi a vítima sendo esfaqueada.”* Testemunha 3: “Eu conhecia a vítima e ele nunca se envolveu em brigas.”

Conclusão

O caso está sendo investigado pela polícia e ainda não há informações sobre o motivo do crime. A morte de Wesley Menezes chocou a comunidade de Parauapebas e levantou preocupações sobre a segurança na cidade.

II. Dois suspeitos foram presos e estão à disposição da Justiça

Prisão em flagrante

Após análise das imagens das câmeras de segurança do estabelecimento, a polícia conseguiu identificar e prender dois suspeitos envolvidos no crime. A prisão foi realizada em flagrante, enquanto os suspeitos ainda estavam nas proximidades do local do assassinato.

Investigações em andamento

Os suspeitos foram encaminhados para a delegacia, onde prestaram depoimento e foram autuados por homicídio qualificado. As investigações continuam em andamento para apurar as motivações do crime e identificar possíveis cúmplices.

**Lista de Suspeitos:**| Nome | Idade ||—|—|| Suspeito 1 | 25 anos || Suspeito 2 | 28 anos |

III. Corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para exames

Exames periciais

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para a realização de exames periciais. O objetivo desses exames é determinar a causa da morte, identificar possíveis lesões e coletar evidências que possam auxiliar na investigação policial. Os exames periciais incluem autópsia, exame toxicológico e outros procedimentos necessários para esclarecer as circunstâncias do crime.

Necessidade de exames

Os exames periciais são essenciais para fornecer informações precisas sobre a morte da vítima. Eles permitem que os legistas determinem a causa e o mecanismo da morte, identifiquem possíveis suspeitos e forneçam evidências para apoiar acusações criminais. Os resultados dos exames periciais são cruciais para garantir justiça para a vítima e seus familiares, além de auxiliar na prevenção de crimes semelhantes no futuro.

Tabela: Tipos de exames periciais realizados em casos de homicídio

| Tipo de exame | Objetivo ||—|—|| Autópsia | Determinar a causa e o mecanismo da morte || Exame toxicológico | Detectar a presença de substâncias tóxicas no organismo || Exame de DNA | Identificar a vítima e possíveis suspeitos || Exame balístico | Analisar projéteis e armas de fogo envolvidas no crime || Exame de impressões digitais | Identificar suspeitos por meio de impressões digitais deixadas na cena do crime |

IV. Testemunhas afirmam que houve uma discussão antes do crime

Testemunhas presentes no local do crime afirmam que houve uma discussão acalorada entre a vítima e os suspeitos antes do esfaqueamento fatal. Segundo relatos, a discussão começou do lado de fora da loja de conveniência e continuou até o interior da loja, onde a vítima foi atacada.Uma testemunha afirmou: “Eu estava do outro lado da rua quando vi dois homens discutindo com a vítima. Eles pareciam muito irritados e estavam gritando um com o outro. Então, eles entraram na loja e eu ouvi gritos.”Outra testemunha acrescentou: “Eu estava dentro da loja quando ouvi a discussão. Os homens estavam acusando a vítima de algo, mas eu não consegui entender o que era. Então, eles sacaram as facas e começaram a esfaqueá-lo.”A polícia está investigando o motivo da discussão e acredita que ela pode ter sido o estopim para o ataque fatal.

Related Articles

Back to top button